Contato       Doações      Associe-se       Login       

SUS - Mara Gabrilli

A ação é fruto de um pedido da ABRE - Associação Brasileira de Familiares, Amigos e Pessoas com Esquizofrenia, entidade que desde 2002 atua na defesa dos direitos e na melhoria da qualidade de vida das pessoas com Esquizofrenia.

"A população não tem conhecimento sobre as possibilidades de tratamento aos que apresentam, sobretudo, um transtorno mental. Age-se com preconceito e estigma, excluindo-os do gozo de seus direitos e cerceando-lhes tratamento digno que poderia garantir sua reabilitação socio-ocupacional”, afirma Gabrilli.

No mesmo documento, a deputada cobra a regulamentação da Lei nº 10.216/2001, conhecida como Lei Paulo Delgado, que “dispõe sobre a proteção e os direitos das pessoas portadoras de transtornos mentais e redireciona o modelo assistencial em saúde mental”.

Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), 3% da população mundial sofrem com transtornos mentais severos e persistentes; 6% da população apresentam transtornos psiquiátricos graves decorrentes do uso de álcool e outras drogas; 12% da população necessitam de algum atendimento em saúde mental, seja ele contínuo ou eventual; e 24% apresentam algum tipo de transtorno mental.

 Confira a íntegra do requerimento de informações encaminhado para o

Ministério da Saúde  no formato:  

Dixit Consultoria & Design -  CopyRight TM 2014 (Política de Privacidade)